Textos

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Fantasma

Amor além da vida!


Eu sinto as coisas que digo
Mas nunca digo como me senti
Eu sei que esperei muito tempo
Poderia mudar a sua cabeça
Sem enche-la de dúvidas?
Olhando para o passado parece que eu
Queria fazer tudo errado

deitado sozinho na cama que fizemos
Olhando faróis nas sombras
Os fantasmas que dormem ao seu lado
São minhas promessas para você que morreram
Para você que morreram

Não faz muito tempo
Quando pra sempre era nosso amigo
Mas agora liberdade é o que eu sinto por dentro
Te deixar ir me machuca muito
Saber que nós nunca nos tocaremos de novo
Quando eu andar, se eu cair
Eu posso transpor
Eu posso deixá-la ir, mas eu nunca partirei
Eu sei que esperei muito tempo

Nenhum comentário:

Postar um comentário